"Eu não sou uma sonhadora. Só devaneio para alcançar a realidade!" C.Lispector

domingo, 1 de junho de 2008


Os dias vêm e vão
Na imensidão do Universo.
Meu coração se equilíbra
Nos meus sentimentos controversos

Meus pensamentos se mesclam
Com as cores que vejo
Não sei mais o que penso
Nem mais o que desejo

Desejo abundância de amor
Desejo eternidade de sorrisos
Desejo a adrenalina do calor...

Que eu seja tudo e nada
Que eu sinta o paraíso,
Parado a beira da estrada.

19 comentários:

  1. oww que bom ser o primeiro a comentar!! Jeh, primeiro quero te dizer que vc ta se tornando uma pessoa super especial e importante pra mim... essa nossa troca de experiências e idéias tem me feito muito bem, e espero fazer com que nossa amizade seja eterna!

    E mais uma vez vc consegue transcender os limites literários com um poema recheado de sentimentos, de desejos, de anseios e de dúvidas.Uma perfeita descrição da mente humana, sem tirar nem por, e de tudo o que passamos nas nossas "guerras interiores".Adorei mesmo, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. acho que ando em crise criativa, nd me parece bom o suficiente pra escrever.

    ler teu post agora foi bom. mto bom.

    x)

    ResponderExcluir
  3. Teus olhos são sóis adormecidos
    Perdidos no profundo da noite
    Luzeiros na procura da aurora
    Que viajam sem rumo ou norte

    Procuram a ironia do tempo
    Os gritos que um rosto apregoa
    Uma taça de ouro frio
    O tempo que uma alma magoa


    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  4. porque a vida é sempre uma eterna busca...
    belas tuas palavras!
    super beijo e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  5. Pensamentos...Sentimentos!!!!
    Confesso que ainda me sinto perdida!
    Essa existencia,e uma eterna busca!
    Brigada pela visita!
    Adoro seu jeito de expressar em versos!Ahahahaha

    bjoo lindaa!

    (..

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Quase uma Clarice! rs
    BjOOO


    Carla

    ResponderExcluir
  7. Ai que lindo do texto!

    Amei!

    Belo blog!

    Beijo*

    ResponderExcluir
  8. Assino embaixo de tudo isso. Sentir o paraíso parada à beira da estrada é algo que eu quero muito no momento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. que lindooo :) você que fez? ta de parabéns. adorei aqui. bjo ;*

    ResponderExcluir
  10. Esta brisa da tarde
    Afaga as folhas com invisível mão
    Arrasta consigo os sonhos perdidos
    Soltos do encanto da real paixão


    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  11. Gostei do poema, Jéssica! Bjos e um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  12. Nhaa ameei sue blogg vo passar aqui sempree
    adoreii oq escreveuu
    lindoo *-*
    Bjuh ;*

    ResponderExcluir
  13. aah meu, porque que eu demorei tanto pra vir aqui de novo :/
    teu blog é muito boom *-*


    adorei esse post e o anterior
    voltarei aqui mais vezes
    Parabéns


    :*
    ________________________
    http://limaoemel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. O que queres é não mais nem menos do que queremos todos nós: ser felizes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Esse trecho:
    Meus pensamentos se mesclam
    Com as cores que vejo
    Não sei mais o que penso
    Nem mais o que desejo
    Me fez lembrar de uma música da Ashlee Simpson que se chama Love Makes The World Go Round..
    Tô com blog novo e gostaria q vc fosse lá!
    Bjs!!
    =1

    ResponderExcluir
  16. Também to cheio de desejos. Vou ficar ai na beira da estrada esperando uma carona tambem.

    ResponderExcluir
  17. ah..minha angustia.
    de ser tudo ou nada.

    ResponderExcluir
  18. Lendo um pouco mais do teu blog, deu saudade do tempo em que a mão só escrevia poesias....
    parabéns, sao mto belas ;)

    ResponderExcluir

"Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando - até que não caibo em mim e estouro em palavras." - C. Lispector