"Eu não sou uma sonhadora. Só devaneio para alcançar a realidade!" C.Lispector

quarta-feira, 2 de julho de 2008

minhas insatisfações estão me alarmando
ao fato de nada me satisfazer
meu querer passa os limites e minhas
tentativas atropelam as cercas do
bom senso,
censurado pelos sonsos insolentes!
que pensamento hipócrita o de limitar uma pessoa
cada pessoa é uma incógnita,
um X numa equação à ser descoberto
uma equação nascida balanceada e
sendo desbalanceada pelo fator vida.
o coração transpassa os limites cardíacos
os toques transpassam os limites do tato
tocam a alma
se desesperam na calma
e encontram o limite do ser:


infinito


13 comentários:

  1. É mesmo assim: infinitude que não acalma...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Nem que fosse infinito, o ser humano ainda não sabe nem o que está a seu alcance...




    Bejo!

    ResponderExcluir
  3. E...muito obrigado!

    Façam minhas, suas palavras.

    Bejo.

    ResponderExcluir
  4. Essa de limitar o ser humano...
    Tudo bem ter alguns limites, senão seria o cáos, mas esse monte de regras socias sem senso algum, só nos impedem de ser por completo...
    Lindo post!
    Beijjjosss

    ResponderExcluir
  5. O ser humano não tem limites. Cada indivíduo se impõe um limite inventado por si mesmo e não sabe sua verdadeira capacidade.

    Acho que nunca vai saber, na verdade. Parece periogoso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. lindas palavras... e acima de tudo, verdadeiras!! Realmente por mais que se tente, seremos sempre uma icógnita aos olhos alheios... só é preciso acreditar nisso de fato e de direito, para que também não achemos que somos capazes de desvendar o outro!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Pior é multiplicar o limitar dos outros e subtrair a si mesmo.

    E já viu filme? gostou dele?

    Obrigada pela visita, Jéssica, e volte sempre :)

    ResponderExcluir
  8. quem sabe o fim ... do infinito .. ???bjooo

    ResponderExcluir
  9. minhas palavras, as suas.
    brigada
    :)*

    ResponderExcluir
  10. lindo blog... obrigada pela visita
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Não temos limite, tudo depende da ocasião e da necessidade! Somos surpreendentes!! Bjo, querida!

    ResponderExcluir
  12. Tu escreves que adora meu jeito de escrever, agora estou aqui me achando uma Clarice Lispector... adoro-te poetisa! Minha musa! Beijos, muita luz para ti!

    ResponderExcluir
  13. *__*


    Jéssica
    que perfição...tú poetizando...amei!

    ResponderExcluir

"Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando - até que não caibo em mim e estouro em palavras." - C. Lispector